O Olhar e a Alma

Books 710 Comment
O Olhar e a Alma Creat Cristina Carvalho Viral Book CRISTINA CARVALHO nasceu em

O Olhar e a Alma Creat Cristina Carvalho Viral Book CRISTINA CARVALHO nasceu em Lisboa, a 10 de Novembro de 1949 Contista e romancista, come ou por publicar contos em revistas e jornais, nomeadamente no Jornal de Letras e revista Ego sta Publicou o seu primeiro livro, At j n o adeus, em 1989 Algumas dos seus romances est o integrados no Plano Nacional de Leitura filha dos escritores Ant nio Gede o R mulo de Carvalho e Nat lia Nunes.. None. Bestseller Kindle O Olhar e a Alma Uma pequena biografia de Amedeo Modigliani. Pressenti que iria desapontar-me mas o nome Modigliani foi magnético, não me tendo deixado voltar a colocar o livro na prateleira.

About Author

  • Cristina Carvalho Post author

    CRISTINA CARVALHO nasceu em Lisboa, a 10 de Novembro de 1949 Contista e romancista, come ou por publicar contos em revistas e jornais, nomeadamente no Jornal de Letras e revista Ego sta Publicou o seu primeiro livro, At j n o adeus, em 1989 Algumas dos seus romances est o integrados no Plano Nacional de Leitura filha dos escritores Ant nio Gede o R mulo de Carvalho e Nat lia Nunes.

One thought on “O Olhar e a Alma

  • Uma pequena biografia de Amedeo Modigliani Pressenti que iria desapontar me mas o nome Modigliani foi magn tico, n o me tendo deixado voltar a colocar o livro na prateleira.


  • Viveu pouco 35 anos de doen a, de trabalho, de fome, de lcoolas tamb m de muito talento Desperdi ado, certo S notado depois da sua morte Aos 35 anos estava gasto Sempre dependeu da vontade de outr m Primeiro da sua m e, que por ser o filho mais novo, o mais fr gil de quatro irm os, sempre viu nele o que tinha de proteger, ela n o passava sem mim e eu n o passava sem ela depois dos amigos, muitos deles artistas, das muitas mulheres que conheceu, primeiro em It lia depois em Paris Amedeo Modiglian [...]


  • O que sobra, para al m das suas monumentais bebedeiras, do seu insucesso como artista, da sua vida manhosa, faminta e pedinte, que resulte num romance A sua alma, essa mesma, n o a do sentido religioso, ao qual Amedeo n o prestava aten o nem cr dito, mas a alma em toda a dimens o do ser, nas suas indecis es e contradi es, no seu fasc nio, luz e mist rio, tudo isso move este romance e claro, n o podiam faltar as mulheres N o todas, que houve imensas, mas as que marcaram Amedeo e lhe alimentaram a [...]


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *